domingo, 8 de fevereiro de 2015

Inflação alta em janeiro é “mais um recorde do PT”, afirma Marchezan

Brasília – A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em janeiro deverá superar os 1,3%, o maior patamar para o mês desde 2003. A informação foi divulgada pela jornalista Miriam Leitão em seu blog.
A desvalorização é impulsionada, segundo o professor Luiz Roberto Cunha, da PUC-Rio, pela elevação nas tarifas promovidas pelo governo Dilma Rousseff.
O deputado federal Nelson Marchezan Junior (PSDB-RS) afirmou que a situação reflete os equívocos cometidos pela gestão petista na macroeconomia. “Não há nenhuma novidade nisso. Apenas uma comprovação de algo que a oposição, os economistas e os analistas do sistema financeiro vinham dizendo”, ressaltou. “É mais um recorde do PT, como também já são o de juros altos e o da corrupção”, acrescentou.
DesaceleraçãoO texto de Miriam Leitão aponta que houve queda na inflação de 0,4% para os artigos de residência e de 0,2% para os de vestuário. Segundo o professor Cunha, o quadro demonstra o freio na atividade econômica – o encarecimento no crédito e mau desempenho geral seguraram o setor.
Marchezan lembra que, ao longo das gestões petistas, o Brasil passou por um verdadeiro processo de desindustrialização. “A indústria correspondia a cerca de 30% do PIB. Hoje, equivale a 11%”, destacou.
O tucano disse ainda que o investimento na indústria seria um caminho para a redução das desigualdades no Brasil, pelo desenvolvimento tecnológico e estrutural que proporcionaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário